Estratégias de conversão de leads: Saiba como fazer

Conquistar os consumidores, convertê-los em leads e, consequentemente, em clientes, é o objetivo de todo empreendimento que deseja atingir seus objetivos, além de se consolidar no mercado que atua e também ser um destaque entre os concorrentes.

O lead é, determinado pelo marketing, o consumidor que se interessou por algum produto ou serviço oferecido pela empresa, de maneira suficiente para que possa começar a acompanhar a companhia e assim possa se tornar um cliente fiel.

O que acaba sendo a base das estratégias de marketing, digitais ou não, para gerar leads. Por isso, quanto mais leads uma empresa de manutenção predial guarulhos tiver, maiores são as chances para que sejam transformados em compradores do serviço.

Por que os leads são essenciais para uma empresa?

Quando um empresário decide abrir uma empresa, um dos pontos mais importantes está ligado diretamente ao fato de que todo negócio precisa de público para vender, seja um produto ou um serviço, respectivamente, como moveis planejados ou serviços de limpeza.

São os leads que se tornam importantes para que o negócio tenha sucesso e que tragam a conversão dos consumidores ideais, por isso, a sua importância está diretamente ligada por ser um dos pilares de um negócio.

A necessidade de venda faz com que esses possíveis consumidores sejam essenciais para a empresa, por conta do lucro e do reconhecimento que trará para o empreendimento.

Os leads também são importantes para demonstrar a relevância da indústria dentro do segmento em que atua, sendo eles que podem ser os alvos para se receber conteúdos exclusivos e, com isso, ganhar destaque.

Como uma empresa de arquitetura de cozinha pequena planejada que planeja a conversão de leads para obter destaque dentre as demais de seu ramo, para assim conseguir ainda mais clientes.

Conheça os tipos de leads

O funil de vendas é o processo que leva à conversão dos leads, e através dele, é possível fazer uma classificação a respeito dos consumidores e, principalmente, as características que moldam seu padrão de compras.

Iniciando por estratégias que prendam a atenção e, ao longo do funil, possam se concretizar na transformação em cliente, os leads são distinguidos de maneiras diferentes com a finalidade de ajudar a empresa a compreender e capturar cada um deles.

O MQL (Marketing Qualified Lead) é um tipo de lead que, ao comprar um produto ou contratar o serviço da empresa, teve anteriormente um contato por meio dos seus conteúdos ou materiais exclusivos, que pertencem a estratégia de marketing.

Por isso, o lead já se tem um conhecimento sobre o que ele almeja daquela empresa, tornando mais fácil assim, a sua fidelização.

O modelo SQL (Sales Qualified Lead) está ligado ao fato de que há uma qualificação nos momentos finais antes do lead fechar a compra, passando assim a ser responsável pelo setor de vendas da empresa.

Mesmo que isso ocorra, esse modelo de lead não pode ser considerado garantido porque o indivíduo pode gostar dos mesmos produtos vendidos pela concorrência, seja por conta do preço ou então da qualidade final e no pós-venda.

O que torna importante manter o cliente envolvido no que a marca pode proporcionar, porque a cativação e a forma como é atendido é o que determinará sobre o fechamento ou não da venda.

O PQL (Product Qualified Lead) é quando o lead é atraído por demonstrações, que também é popularmente conhecido como “amostra grátis”.

Quando o produto ou serviço é finalmente lançado, por já saber como funciona, o lead não hesita em adquiri-lo, algo comum no ramo de:

  • Programação de edição;
  • Serviços de streaming;
  • Alimentos;
  • Itens de higiene.

Contudo, esse modelo é qualificado apenas para os leads que já conhecem a empresa ou que demonstram grande possibilidade em ser o público-alvo do qual o empreendimento deseja alcançar. 

Processos e dicas para converter leads

Podendo ser feito por meio do fornecimento de informações pessoais para a empresa, como o envio de um e-mail com novidades, cadastros ou preenchimento de formulários, os processos de conversão de leads podem variar de empresa para empresa.

Assim, uma corporação de montagem de cabine primária pode escolher para que a conversão ocorra através de cadastros, enquanto uma loja de pets pode escolher por meio de formulários online sobre os animais, enviados por e-mail.

Com um conteúdo de qualidade para gerar a conversão, algumas dicas podem ser úteis para atrair o futuro lead, sendo algumas delas:

1. Pop-up em sites

Quando se está navegando em uma página sobre jardim vertical, muitas vezes uma janela se abre em cima do conteúdo, o que é denominado como pop-up.

Embora não seja uma estratégia favorita do marketing, pode ser uma forma de capturar informações do cliente em potencial.

Isto porque a simplicidade de sua configuração permite que as campanhas de publicidade possam ser ainda mais enfatizadas se usadas de uma maneira branda, para não causar um efeito negativo no visitante.

2. Landing pages para capturar informações

Criada para converter os visitantes em leads, as landing pages são as principais ferramentas para que se tenha uma captação dos potenciais clientes, pelo fato de pedir as informações básicas que moldam o processo de conversão.

Algumas landing pages estão diretamente relacionadas às páginas oficiais de uma empresa, enquanto outras são feitas de modo exclusivo e separado, variando de segmento para segmento.

Com layouts e visuais que demonstram um conteúdo relevante sobre película jateada branca, a depender do segmento do negócio, as landing pages são o ponto de partida para iniciar um primeiro relacionamento entre empresa e consumidor.

3. Uso de Call To Action

Chamar a atenção do usuário para uma página através de um anúncio é uma das estratégias de marketing mais utilizadas, conhecidas no ramo como CTA ou Call To Action (Chamada para Ação).

Verbos imperativos em anúncios são os principais meios para que haja uma chamada que leve o visitante da página ou o usuário que ver o anúncio a tomar uma decisão e realizar algum procedimento dentro do ambiente virtual.

Tal como um anúncio sobre calçada de concreto, em que uma pop-up aparece com a frase de “veja como é feito”, pode ser considerado um modelo de Call To Action.

Os CTAs também podem estar ligados ao preenchimento de dados de algum formulário ou cadastro, até mesmo no famoso botão de contato da empresa “fale conosco”, uma vez que haverá uma ação sobre aquele assunto. 

4. Ferramentas de automatização de processos

Com a tecnologia cada vez mais presente no mercado, alguns processos se tornaram automatizados como forma de melhoria e praticidade para quem os utiliza.

Uma das ferramentas que mais colabora nesse sentido é o CRM, onde é possível organizar as relações que se teve com o cliente, o que torna possível conhecê-lo ainda melhor com uma segmentação mais eficiente.

Ferramentas e softwares como esses ajudam a empresa a se comunicar de uma maneira ideal com os leads para realizar uma conversão, e com a tecnologia em prol da estratégia, a coleta de dados é ainda mais eficaz.

5. Testes e métricas

Para saber se uma estratégia de conversão de leads para comprar um cordão para crachá preto está funcionando, é importante que sejam feitos testes para entender como está sendo a performance do empreendimento com os consumidores.

Algumas métricas podem auxiliar esse processo, que são as responsáveis por dar dados reais sobre o andamento de um procedimento, seja a visita em uma página ou o número total de conversões.

Sendo pagas ou gratuitas, as métricas e os testes se transformam em um meio para ajudar na estratégia da conversão de leads com base nos dados que são coletados, permitindo uma maior segmentação. 

Considerações finais

Converter leads é uma etapa importante para qualquer empreendimento, pois é através dessa ação que é possível ter retorno sobre os investimentos e, principalmente, se estabelecer no mercado para se tornar referência em seu segmento.

As estratégias para conversão de leads são adaptadas de acordo com o planejamento de um negócio, que pode optar por call to actions, enquanto outra pode usar pop-ups em seu site, ou então, apostar na construção de landing pages.

Por possuir vários modelos de leads, as empresas também devem estar cientes de qual lead e estratégia são as mais adequadas para os seus clientes, para que, deste modo, não ocorra perda de investimento nas estratégias de conversão.

Quanto maior for o número de conversão de leads, melhor será para a marca segmentar os seus consumidores e, com isso, poder atingir os objetivos do modo que se deseja, além de gerar uma boa estabilidade em seu segmento mercadológico.  Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe o post
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Marketing Digital alinhado à vendas
Endereço

DF Plaza Shopping, Torre B – Sala 1015 parte 36, R. Copaíba, 01 – Águas Claras, Brasília – DF | CEP: 71.919-540

© 2020 Mobilizze Digital – Todos os direitos reservados.