Como uma agência de Marketing Digital ajuda pequenas e médias empresas?

O marketing digital já mostrou ser a forma preferida de pequenas e médias empresas apresentarem seus produtos e se aproximarem de possíveis clientes. Porém, devido à falta de treinamento, muitas dessas companhias acabam fracassando em criar estratégias eficientes. Uma das formas de evitar esse problema é trabalhar com uma agência de marketing digital.

Contratar uma agência de marketing digital poupa sua empresa de alguns problemas e pode trazer vários benefícios.

Então, continue lendo o artigo que preparamos e saiba quais são as principais vantagens de uma pequena ou média empresa contar com uma agência especializada!

Sua equipe vai render mais

Um dos benefícios imediatos para sua empresa é o tempo e a tranquilidade que o seu time vai ganhar para focar no que realmente importa.

Ao deixar as estratégias de marketing sob a responsabilidade de uma equipe não treinada para essa tarefa, você, além de sobrecarregar seus colaboradores, pode não ter os resultados esperados, uma vez que essa não é a especialidade deles.

Contratando uma agência de marketing digital é possível ter pessoal totalmente capacitadas e focadas nessa área, aplicando o dinheiro dos treinamentos em outros setores e tendo resultados mais rápidos.

As estratégias serão mais efetivas

Esse, sem dúvida, é um dos benefícios mais importantes. Afinal, agências de marketing digital têm equipes de profissionais especializados, que estão acostumados a planejar e a criar estratégias personalizadas de acordo com as necessidades dos clientes.

Logo, ao contratar uma agência, você terá a oportunidade de criar um planejamento com um time capacitado para entender os seus problemas e propor soluções com base em conhecimentos específicos.

Além disso, você poderá acompanhar o desempenho das ações de marketing. A agência vai fornecer relatórios com o monitoramento dos efeitos e resultados das ações a fim de você entender a evolução da estratégia, o que sem a expertise dos profissionais pode ser extremamente difícil.

A atração de clientes será mais fácil

O principal papel das ações de marketing digital é atrair e fidelizar clientes, o que se torna muito mais fácil quando se tem profissionais especializados por trás do trabalho.

Não muito tempo depois de iniciadas as atividades você perceberá que o número de potenciais clientes aumenta de forma rápida. Isso significa mais leads e, portanto, mais vendas.

E, mais do que isso, com uma agência coletando dados e fazendo análises sobre o seu público, você o compreenderá e atenderá melhor. Assim, a tendência é de que, ao longo do tempo, ele continue comprando de você e divulgue os seus produtos e o nome da sua marca de forma voluntária.

Essa é a relação ideal entre quem compra e quem vende e que toda empresa deseja ampliar ao máximo. Contar com uma agência de marketing digital é uma das formas mais diretas de criar essa relação.

Suas ações terão melhor desempenho

Um dos papéis da agência será de usar métricas para mensurar o desempenho das suas ações. Ou seja, se as campanhas em andamento estão valendo a pena de acordo com o que é investido e com o retorno que elas geram.

Dessa forma, assim que for detectada uma ação ou atividade que dê prejuízo, ela será reportada a fim de ser reavaliada. Dessa maneira, você vai otimizar os gastos, cortando o que é mal investido para se voltar a ações que realmente tragam resultados.

Portanto, além de poupar dinheiro, você poderá investir de forma mais inteligente e possivelmente aumentar a lucratividade das ações em andamento.

Se você procura uma agência de marketing digital especializada na visibilidade de pequenas e médias empresas, nós, da Mobilizze, podemos ajudar! Então, mande agora mesmo uma mensagem para a gente!

Que métricas de marketing ajudam a melhorar a performance em vendas?

Se você deseja aumentar a sua presença na internet, captar mais clientes e, consequentemente, otimizar os resultados, será preciso compreender, antes de mais nada, a importância de analisar as métricas de marketing que se fazem necessárias para saber se as suas estratégias estão surtindo efeito e gerando mais vendas.

Embora isso pareça um tanto quanto óbvio, o fato é que boa parte das empresas ainda não se deu conta da importância dessa tarefa para o sucesso do negócio. Com isso, observa-se somente uma “fumaça”, ou seja, ações que o divulgam, mas que não dão o retorno que poderiam.

Preparamos este artigo justamente para falar sobre isso. Nele, vamos apresentar as principais métricas de marketing e que devem ser verificadas constantemente para que se possa realmente fazer a sua empresa crescer. Confira!

Total de visitantes

Começaremos então pelo total de visitantes, que nada mais é do que o número de pessoas que chegaram até o seu site. Ainda que considerada uma métrica geral, acompanhá-la é fundamental, visto que ela representa a sua audiência.   

É bem verdade que, sozinha, ela não fará diferença alguma. Porém, quanto mais visitantes você atrair, maiores serão as suas chances de vender: o ideal é que esse número cresça todos os meses, caso contrário, suas estratégias de atração devem ser otimizadas.

Volume de leads

Sem a menor sombra de dúvidas, o volume de leads é uma das métricas de marketing mais relevantes para a compreensão dos resultados. A razão para isso é que esse indicador aponta a quantidade de oportunidades geradas, isto é, a quantia de pessoas que se interessaram pelos seus produtos ou serviços.

Apenas para esclarecer, um lead pode ser resumido como um visitante que concedeu o seu contato em troca de algo que você está oferecendo, incluindo:

  • assinatura de newsletter;

  • materiais para download;

  • pedidos de teste;

  • atendimento de um consultor, entre outros.

Ao gerar um lead, abre-se um espaço de relacionamento para que, no futuro, você possa realizar uma venda, tornando-o, dessa forma, um cliente.

Taxas de conversão

Para entender a relação entre o número total de visitantes e o volume de leads gerados, deve-se verificar as taxas de conversão. Expressa em porcentagem, essa métrica é o que lhe dirá se as suas ações e estratégias de marketing estão gerando um bom número de oportunidades quando comparadas com a quantidade de visitas no seu site.

Custo de aquisição por cliente (CAC)

O custo de aquisição por cliente não poderia ficar de fora. Como o próprio nome já diz, é aqui que você verá quanto está gastando para conseguir um novo consumidor, simples assim.

Supondo que você gastou R$ 10.000,00 em um período de 30 dias e que, a partir desse investimento, foram obtidos 50 novos clientes, pode-se concluir um CAC de R$ 200,00.

Retorno sobre investimento (ROI)

Por último, mas não menos importante, está o retorno sobre o investimento (ROI), a principal métrica a ser monitorada. De forma clara e objetiva, esse é o indicador que dirá se os seus esforços de marketing estão realmente causando bons efeitos.

Para calculá-lo, basta fazer conta: ROI = Receita – Custo do investimento/Custo do investimento.

Por exemplo, digamos que você investiu R$ 5.000,00 e que teve uma receita de R$ 15.000,00. Nesse caso, a conta ficaria:

ROI = 15.000–5.000/5.000

ROI = 10.000/5.000

ROI = 2

Observação: um ROI de 2 representa 200% sobre o valor investido.  

Enfim, essas são as métricas de marketing para ficar atento no que diz respeito à performance em vendas. Analise-as com frequência para que seja possível mudar as suas estratégias a tempo, evitando o desperdício de dinheiro e otimizando os resultados.

E se você gostou deste post, aproveite e confira como fazer um planejamento estratégico digital para a sua empresa!

Quanto custa não investir em inbound marketing?

Se você ainda está arranjando desculpas para não investir nessa nova proposta, chegou a hora de parar. Nós vamos te mostrar o que você está perdendo ao não investir em inbound marketing. Grande parte desses motivos para não apostar no novo marketing é inconsistente e está fazendo sua empresa perder dinheiro. O medo de destinar recursos a um projeto que provavelmente não vai trazer resultado imediato, mas apenas em médio e longo prazos, certamente é um deles, não é mesmo?

Gestores temem que o capital aplicado seja jogado fora e que os resultados nunca apareçam. Não pense como custo, mas como um investimento capaz de potencializar os resultados da sua estratégia de marketing. Primeira página nas buscas orgânicas do Google, diálogo com o público e aumento da base de leads qualificados são apenas alguns dos resultados. Confira!

O prejuízo de não investir em inbound marketing

Caso você pense que não investindo em inbound marketing sua empresa vai apenas deixar de ganhar, está muito enganado. Na verdade, enquanto você não investe no inbound, seu negócio estará perdendo. Para se ter uma ideia do quanto, 93% dos processos de compra começam com uma busca online.

“Ah, mas eu tenho um site institucional!”. Não basta: cerca de 80% dos usuários acham melhor procurar informações sobre um serviço ou produto em artigos educativos e gratuitos (ou seja, em blogs) do que em um anúncio publicitário. Sabendo disso, será que realmente vale a pena continuar insistindo em ações de baixo investimento, mas que quase não impactam no seu faturamento?

Lembre-se de que, na nova realidade do comportamento de consumo moderno, as pessoas estão mais ativas na hora da compra. Uma prova disso é que 94% dos links clicados são resultados orgânicos, e não pagos.

Isso significa que investir apenas em links patrocinados não vai resolver os problemas da sua empresa. É preciso pensar em estratégias de inbound que contemplem SEO, AdWords, conteúdo, redes sociais e por aí vai.

Consequências negativas para a marca

Sem visibilidade no meio digital, sua marca tende a perder clientes em potencial. Plataformas lentas, sem responsividade ou otimização e com conteúdo desatualizado não dão motivos para que os usuários confiem nos seus produtos ou serviços.

Além disso, mesmo que os usuários busquem por palavras relacionadas ao seu mercado, eles não encontrarão sua empresa nos sites de busca. Como resultado, ela perde mercado frente aos seus concorrentes, já que muitos deles perceberam a importância do inbound para os negócios e estão trabalhando em suas estratégias. A desconfiança em relação a essa metodologia de divulgação e venda faz com que você perca vantagem e possíveis clientes.

Impacto nas receitas

Sem uma estratégia digital consistente, seu negócio não consegue gerar leads qualificados e, por isso, não vende o que poderia. A jornada de compra torna-se complicada, você não identifica em que etapa do funil seus leads estão e, como consequência, perde grande parte deles pelo caminho.

Esses pontos impactam na receita diretamente, já que muitas ações acabam sendo completamente ineficazes e drenando o investimento em marketing. Ainda não está convencido? E se dissermos que o custo por lead gerado no inbound marketing é 62% menor do que o marketing tradicional?

Benefícios do inbound marketing para a marca

Diferentemente dos modelos tradicionais de marketing, o inbound permite um acompanhamento eficaz dos resultados de cada ação de comunicação, o que leva à melhoria contínua dos processos, otimização dos recursos aplicados, trabalhos mais focados e aumento no número de vendas.

Imagine um anúncio veiculado na televisão ou no jornal. Você pode ter uma ideia média de quantas pessoas foram impactadas ao analisar a audiência ou número de assinantes, mas não terá a certeza de que todos tiveram acesso aos seus materiais de divulgação.

Por outro lado, o inbound marketing conta com uma série de métricas capazes de avaliar com precisão diversos aspectos de uma campanha. Cliques em um e-mail, número de reações, custo de aquisição de clientes, quantidade de acessos no site, dentre vários outros dados, podem ser medidos.

Essa quantidade de informações permite uma tomada de decisão mais segura por parte da sua equipe de marketing e vendedores. Assim, é possível criar campanhas mais eficientes, solucionar gargalos de produção, reduzir custos de investimentos e aumentar o volume de vendas.

Alcance de público

Conforme já mostramos neste artigo, o perfil de consumo das pessoas mudou com a internet, e as empresas precisam se adaptar a essa nova realidade. Desenvolver ações para site institucional, blog e mídias digitais, além de aplicar técnicas de SEO e SEM, são táticas vitais para alcançar novos clientes.

O inbound marketing permite a criação e a otimização de estratégias que coloquem a sua marca nos canais em que o seu público-alvo esteja. Ele também estabelece um modelo de relacionamento com eles, o que favorece os processos de atração, captação, convencimento e fidelização de consumidores.

Além disso, é possível alcançar as pessoas de maneira mais eficientes do que com a comunicação tradicional. Você já percebeu como anúncios em rádios, TVs e impressos são impostos sem que as pessoas possam dizer se querem ou não ter acesso a eles? No inbound, esse processo acontece de maneira diferente.

Os clientes em potencial buscam pelos conteúdos produzidos pela sua empresa e, posteriormente, fornecem dados para. Assim, além de receber novos materiais, eles permitem que a sua equipe se relacione com eles. Dessa forma, cria-se uma conversa baseada em permissões e interesses.

Eficiência com menor custo

Por fim, o novo marketing conta com um custo de aquisição de clientes menor do que no marketing tradicional. Anúncios em rádios, emissoras de TV, jornais e revistas impressos, assim como produção de outdoors, busdoors, panfletos e flyers têm custo muito elevado, o que onera a comunicação empresarial.

Apesar de exigirem tempo para gerar resultados, as ações online são mais baratas, com maior alcance e melhor mensuração de resultados. Elas podem ser feitas por meio de links patrocinados, anúncios em banners e impulsionamento de publicações em redes sociais, por exemplo. Assim, novos clientes e negócios acontecem com um valor mais em conta.

Fica evidente que, com as ferramentas certas de inbound e o alinhamento da área comercial com o departamento de marketing, a conquista de clientes é mais rentável e eficiente.

Gostou de saber por que investir em inbound marketing? Curta agora a nossa página no Facebook e tenha acesso a outros conteúdos relevantes!

Descubra a importância de um site responsivo para sua empresa

A sua empresa ainda não tem um site responsivo? Saiba que isso só vai trazer desvantagens para a sua atuação na internet a curto e longo prazo.

Cerca de 59% dos consumidores brasileiros têm o hábito de fazer compras pela internet usando dispositivos móveis. É possível até fisgar a atenção de alguém que está prestes a comprar de um concorrente, já que 80% usa o celular para buscar informações sobre produtos enquanto estão em uma loja.

Esses dados mostram como os dispositivos móveis são instrumentos decisivos para muitos negócios atualmente. Portanto, se a sua marca não trabalha com um site responsivo, está no caminho contrário dessa tendência e tendo seus resultados prejudicados cada vez mais.

Precisa de mais argumentos? Então veja, a seguir, os principais motivos para ter um site responsivo para a sua empresa:

Aumento no número de visitas

Não faz sentido limitar o número de visitantes que você obtém, certo? Então, você precisa contar o quanto antes com um site responsivo. Afinal, se ele não funciona em alguns tipos de aparelho, é como se você estivesse barrando a entrada de uma série de potenciais visitantes e clientes da sua empresa.

Permita que as pessoas se interessem pelos seus produtos e serviços a partir de qualquer dispositivo.

Vantagem no ranking do Google

Recentemente, o maior buscador do mundo passou a dar prioridade para o site responsivo em seus resultados. Isso acontece porque o objetivo dele é sempre oferecer a melhor experiência aos seus usuários. Portanto, não faz sentido recomendar um site que não funcione corretamente em todos dispositivos. Tendo isso em vista, você pode ganhar um impulso na sua posição no Google ao adotar essa tática.

Conteúdo preparado para o futuro

Um site responsivo não é só capaz de funcionar bem em qualquer aparelho que se conhece hoje em dia. Ele também é bastante preparado para lidar com possíveis novas implementações futuras. Todo o conceito de responsividade gira em torno de adaptar o conteúdo, dependendo das condições de quem acessa, então, mesmo que surjam tipos novos de aparelhos futuramente, o seu site estará pronto para isso.

Gerenciamento facilitado

Quem tem um site para desktop e outro para mobile acaba tendo o dobro de trabalho sempre que precisa lidar com eles. Uma das vantagens de ter um site responsivo é que ele é único, diminuindo a sua carga de envolvimento e sendo mais fácil de gerenciar. Você tem total controle a respeito de tudo o que aparece no seu site quando ele é visualizado em diversos tipos de aparelho diferentes.

Melhor experiência de usuário

Deve sempre ser o seu objetivo proporcionar experiências positivas ao seu público. Senão, ele será facilmente seduzido por concorrentes que proporcionem algo superior. Ter um site responsivo é uma excelente forma de trabalhar isso, já que aumenta a satisfação de quem acessa e facilita o caminho desses visitantes até onde você quer que eles cheguem. Sem isso, é como se você colocasse barreiras nesse meio.

Esses motivos são mais do que suficientes para deixar claro o quanto é importante ter um site responsivo atualmente. A sua empresa precisa desse recurso para atingir mais público e melhorar substancialmente os seus resultados. É um jeito certeiro de atingir mais gente e alinhar-se às tendências da atualidade para potencializar seus resultados cada vez mais.

Gostou do nosso artigo? Então compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais!

 

Glossário de marketing digital

Você certamente já se deparou com algum termo sobre marketing digital que não compreendeu, não é mesmo?

Isso interfere diretamente no entendimento e nas oportunidades para quem trabalha na área. Sendo assim, é essencial conhecê-los para melhorar as suas estratégias e alavancar os resultados.

Nunca mais fique na dúvida ao ouvir falar em termos como “geração de leads” ou “marketing de conteúdo”. Continue a leitura e confira a seguir o Glossário de Marketing Digital!

A

AIDA

Sigla para o processo de conversão constituído pelas seguintes etapas: Atração, Interesse, Desejo e Ação. Esse modelo é bastante usado nas estratégias de marketing digital por acompanhar o comportamento de tomada de decisão das pessoas.

Alt text (texto alternativo)

Mecanismo utilizado para descrever uma imagem na internet. Os buscadores como o Google leem esse texto, tornando-o um fator importante de SEO. Além disso, sempre que uma imagem não é carregada pelo navegador, o alt text aparece.

Analytics

O marketing digital conta com uma série de métricas usadas para medir seus resultados. O analytics é a informação gerada pela análise dessas métricas, seja em sites, blogs, e-mail marketing ou demais plataformas digitais. O Google Analytics é uma das ferramentas de análise mais conhecidas e utilizadas, mas existem outros sistemas que fazem o mesmo trabalho.

Automação de Marketing

Ferramentas para que as ações de marketing digital sejam executadas de forma automatizada, facilitando as tarefas e acelerando os resultados. Esse termo é bastante associado ao e-mail marketing e ao autorresponder, que utilizam o envio automático de uma série de e-mails para criar relacionamento com os prospectos.

Autorresponder

Trata-se de um sistema de envio de mensagens automatizado. Com essa ferramenta, mensagens pré-programadas são enviadas aos leads que se cadastram em sua lista de e-mail ou na sua página do Facebook. Assim, o analista de marketing não precisa encaminhar as mensagens para cada pessoa individualmente.

B

Banner

Modelo de anúncio publicitário bastante comum na internet. São propagandas em imagens veiculadas em sites e blogs. Além de serem alternativas comerciais, os banners também podem ser usados para que o proprietário do site ou blog conduza o visitante para páginas específicas.

C

Calendário editorial

É uma agenda de publicações de conteúdo para sites, blogs e perfis nas mídias sociais. Baseados em tempo, os calendários editoriais podem reunir diversas etapas do marketing digital, como pesquisa, planejamento, criação, redação, publicação, dentre outras ações de comunicação.

Ciclo de vendas

É o processo necessário para a concretização ou conversão de uma venda. É contado a partir do primeiro contato do lead com uma marca ou produto.

Conversão

Esse termo refere-se a quando o cliente realiza a ação que a empresa planeja, como finalizar uma compra, preencher formulários, dentre outras.

CTA (Call-to-Action)

É a chamada para ação, ou seja, os recursos utilizados para que o público realize a ação que a empresa espera. Um CTA pode ser feito por meio de banners, botões e até mesmo textos que redirecionam para a conversão.

E

E-book

De modo geral, trata-se de um livro eletrônico. No marketing digital, o e-book é usado como material educativo com o objetivo de gerar leads, construir relacionamento com os clientes e consumidores em potencial e fortalecer a imagem da empresa.

Engajamento

Termo utilizado para apontar as interações dos usuários com os conteúdos publicados por uma empresa nas mídias sociais, como likes, comentários, marcações, respostas, compartilhamentos, cliques nos links, dentre outros.

F

Formulário de conversão

São os campos de informações — dados pessoais e de contato, como nome, e-mail e telefone — preenchidos pelos visitantes de um site. Em troca, eles recebem algum tipo de conteúdo, como download de materiais ricos (e-books, infográficos e planilhas), cadastro em newsletter ou acesso à alguma oferta especial.

Funil de vendas

Pirâmide invertida que representa os estágios que os clientes em potencial se encontram no processo de vendas de uma empresa.

G

Geração de Lead

Conversão dos visitantes de um site em oportunidades de negócio.

Growth hacking

É um conjunto de estratégias que tem por objetivo promover um crescimento rápido na base de clientes de uma empresa. Para se ter sucesso nesse trabalho, é preciso envolver diferentes setores e canais de comunicação no processo.

I

Inbound Marketing

É considerado o novo marketing, com foco em atrair clientes em potencial, conquistá-los e conduzi-los até o fechamento da venda. O marketing de conteúdo e as demais estratégias para construir relacionamentos são grandes tendências para quem deseja obter os melhores resultados digitais.

L

Landing Page

Representa uma página que serve como porta de entrada de um visitante em um determinado site. No marketing digital, é amplamente utilizada com o propósito direto de conversão de visitantes em leads.

Lead

Usuário considerado um cliente em potencial por deixar os seus dados em uma landing page de conversão, demonstrando interesse no tema, na empresa ou em seus produtos e serviços.

Links Patrocinados

Anúncios pagos para serem exibidos em páginas de buscadores ou filiados com destaque.

M

Marketing de Conteúdo

Estratégia de inbound marketing para atrair o público-alvo por meio de conteúdos relevantes.

Mídia espontânea

Conteúdos que não são criados pela própria empresa. Podem ser elaborados por fãs ou outros usuários que se relacionam com a marca, mas, geralmente, são desenvolvidos por órgãos da imprensa ou midiáticos. As informações são divulgadas nos canais de comunicação sem que haja custo para a empresa (por isso o nome “mídia espontânea”).

N

Nutrição de lead

Processo automatizado de envio de sequências de e-mails, com o objetivo de criar relacionamento com os leads, aproximá-los da empresa e gerar mais oportunidades de negócios.

O

Outbound Marketing

É o marketing tradicional, em que as empresas investem na publicidade para “vender” seus serviços e produtos.

P

Palavra-chave

Palavra ou expressão que se refere a um tema ou assunto específico buscado na internet.

S

SEM (Search Engine Marketing)

Conjunto de estratégias que possui como finalidade promover um site nos buscadores — como Google, Bing, Yahoo!, dentre outros. Reúne tanto os links patrocinados quanto o SEO.

SEO (Search Engine Optimization)

Conjunto de estratégias que visa preparar um website para ser corretamente indexado pelo Google e outros buscadores. O SEO melhora o ranqueamento de um site e contribui para o aumento do tráfego por buscas orgânicas.

Q

Qualificação de Lead

Classificação de quais leads oferecem melhores oportunidades para serem abordados para a venda e quais não têm perfil para se tornarem clientes.

T

Taxa de conversão

Porcentagem dos visitantes que se tornam leads.

W

Webinar

Conteúdo em formato de vídeo disponibilizado ao público com debates, palestras, aulas e outras opções gravadas ou ao vivo.

Viu só como conhecer alguns dos principais significados do marketing digital pode fazer toda a diferença na rotina do seu trabalho e na criação de novas estratégias efetivas?

Cada dia é um momento novo para aprender e saber a melhor forma de alcançar o seu público e atingir as metas da sua empresa. Pensando nisso, não deixe de continuar conferindo no blog da Mobilizze materiais para impulsionar as suas campanhas e trazer o que há de mais novo e eficiente no mercado de marketing digital.

Gostou deste Glossário de Marketing Digital que preparamos? Então siga nossas redes sociais e tenha acesso a outros conteúdos relevantes! Estamos no Facebook, LinkedIn e Twitter.

Como atrair mais clientes com marketing digital?

O marketing digital já é a principal fonte de captação e retenção de consumidores para muitas empresas. Caso não seja a sua ainda, vamos explicar como atrair mais clientes e começar a gerar negócios com essa estratégia.

Utilizando ferramentas simples, você terá acesso a uma legião de pessoas propensas a fechar negócio. Mas, para fazer parte das vitrines virtuais, alguns passos devem ser dados.

No artigo de hoje, explicaremos os princípios de uma estratégia eficaz de marketing digital. Continue a leitura para saber mais!

Qual a importância do marketing digital hoje?

Mais de 90% dos usuários pesquisam na web antes de comprar aqui no Brasil, sendo que 76% delas procuram essas informações em fóruns ou blogs. Não se trata de nenhuma novidade, mas esse número ajuda a explicar a importância de uma boa presença online.

O fato é que os consumidores estão se informando e pesquisando mais sobre produtos e serviços. E se engana quem pensa que as pessoas fazem isso só quando compram algo pela internet.

O Google é um grande aliado na hora de comprar em loja física também. Portanto, mesmo que você não tenha um e-commerce, o marketing digital também funciona para sua empresa.

Benefícios

Talvez o maior benefício do marketing digital seja a possibilidade de mensurar os resultados. Muito diferente do marketing tradicional, em que se atirava no escuro, a nova estratégia permite medir, em detalhes, os resultados de cada campanha. Sabendo aquilo que funciona, a empresa o replica — e o que não deu o resultado esperado é cortado ou modificado.

Outra grande vantagem é a segmentação. Ao promover ações focadas em personas específicas e em estágios da jornada de compra distintos, a assertividade é muito maior. Isso também evita a rejeição por parte da base de contatos em relação ao conteúdo entregue.

Afinal, ninguém gosta de receber informação irrelevante, não é mesmo? Podemos citar, ainda, a atração de potenciais clientes de forma gratuita (busca orgânica, e-mail marketing, redes sociais) e a construção de uma audiência fiel e interessada no que sua empresa tem a dizer.

Como atrair mais clientes com o marketing digital?

Agora que já sabemos quais são os principais benefícios do marketing digital, que tal descobrirmos como atrair clientes com ele? Abaixo, listamos as principais posturas que você deve adotar:

Saiba que o marketing de conteúdo é essencial

Essa é uma das melhores estratégias para expor seu conhecimento sobre o mercado de atuação. Antes de colocar a mão na massa, invista na criação de uma persona para entender o perfil do seu comprador ideal. Além das informações demográficas, é preciso identificar características sobre seu comportamento.

Exemplo disso é a entrevista com alguns clientes. Descubra os maiores objetivos e sonhos dessas pessoas, os desafios enfrentados, os temas de interesse e os canais mais acessados por elas na internet.

Dessa maneira, será mais fácil produzir artigos que chamem a atenção do seu público. Com isso, o seu negócio se torna uma referência no segmento e, quanto mais conteúdo relevante você disponibilizar gratuitamente, mais potenciais clientes vai alcançar.

Tenha um site de qualidade

Não basta produzir um conteúdo de valor se o seu negócio não tiver um local agradável para as pessoas acessarem. Nesse caso, você precisa de um site que represente a sua empresa. Ou seja: essa página é a casa própria da sua marca na internet e deve cumprir a função de atrair, encantar e, principalmente, converter clientes.

Dessa forma, é importante, primeiramente, criar “iscas” para que os potenciais clientes acessem seu domínio. Uma ação que pode aumentar o volume de tráfego é a divulgação do conteúdo produzido por meio das redes sociais e do e-mail marketing.

Outra dica interessante é investir em táticas de SEO para otimizar o seu site e fazer com que ele apareça nas primeiras posições do Google. Assim, cada vez mais pessoas terão acesso a ele.

Invista na geração de leads

Sabemos que ter uma audiência no seu site não é o suficiente para gerar negócios, mas é o começo de tudo. Depois de atrair visitantes, chegou a hora de coletar o contato desses consumidores. A estratégia de disponibilizar um material rico para captar as informações de contato das pessoas é fundamental para atrair mais clientes.

Sendo assim, crie um e-book sobre um tema que a sua persona valorize e insira várias chamadas dentro do site para que ela o baixe. Se você trabalha com softwares e a gestão de estoque é uma das preocupações de sua persona, por exemplo, você pode montar um material com o tema: “controle de estoque: tudo o que você precisa saber para não perder mais dinheiro”.

Ao obter o nome e o e-mail dos potenciais compradores, você pode nutri-los de conteúdo até que estejam prontos para adquirir as soluções oferecidas por sua empresa. Mas lembre-se de que as pessoas passam por diversas fases desde o primeiro contato com a sua marca até se tornarem clientes fiéis.

Portanto, cada conteúdo precisa respeitar essa etapa e conduzir o potencial consumidor para a próxima fase. Na geração de leads, você pode oferecer também templates, infográficos e vídeos.

O segredo é disponibilizar um conteúdo muito valioso para o público, com o objetivo de coletar espontaneamente o contato das pessoas. A partir daí, esse lead será direcionado para a etapa do relacionamento com a sua marca.

Utilize o e-mail marketing de forma estratégica

Outra ferramenta de marketing digital muito eficiente na geração de vendas é o e-mail marketing. Por meio desse recurso, você pode enviar artigos que respondam às principais dúvidas de sua persona. Esse é o momento de criar um vínculo com o consumidor, com o objetivo de ganhar a sua confiança e gerar vendas em longo prazo.

Você também pode utilizar o e-mail para vender soluções complementares às pessoas que compraram um serviço recentemente. Ou, ainda, para divulgar cupons de desconto para os clientes que indicarem amigos.

Com o e-mail marketing, é possível trabalhar a fidelização de clientes e a captação de novos. Portanto, crie a sua campanha, mas lembre-se: a periodicidade de disparo das mensagens não deve ser invasiva. Caso contrário, isso pode gerar uma reputação muito negativa para a sua marca.

Crie pontos de contato com o seu público nas redes sociais

Outra questão que influencia na conquista de novos clientes é a presença nas principais redes sociais que o seu público está. Além de estar mais próximo de potenciais compradores, é possível obter vários insights para aprimorar seus produtos e serviços.

Afinal, os consumidores utilizam essas redes de forma muito espontânea e, com isso, deixam rastros valiosos sobre seus interesses. Procure interagir com as pessoas e nunca permita que um visitante fique sem resposta em sua página.

Faça das redes sociais um canal de atendimento humanizado, pois os consumidores costumam propagar experiências positivas com uma marca em suas redes de contatos. Consequentemente, a visibilidade da empresa aumenta — e as possibilidades de gerar negócios também.

Invista em mídia

Assim como ocorre no meio off-line, o ambiente digital requer investimento em publicidade para potencializar os resultados em curto prazo. Por esse motivo, crie campanhas no Google AdWords para aumentar o tráfego de seu site, divulgar materiais ricos ou estimular a venda de algum serviço.

Já o Facebook Ads permite criar anúncios para que as pessoas de uma determinada lista de contatos sejam convidadas para curtir sua página, por exemplo. Isso aumenta o alcance da marca e gera muito engajamento. E esses são os primeiros passos para as empresas que pretendem conquistar mais clientes.

Monitore constantemente

A mensuração de resultados deve ser frequente, pois as campanhas podem ser alteradas a qualquer momento no universo virtual. Desse modo, você tem a chance de aprimorar alguma estratégia a tempo de otimizar o seu retorno sobre o investimento.

Existem muitas ferramentas gratuitas disponíveis na internet — o Google Analytics é uma delas. Ele é bastante utilizado para analisar tudo o que acontece em seu site: métricas, origem dos visitantes, quantidade de acessos, páginas mais visitadas, tempo de permanência etc.

Se você percebe que a maior parte de suas visitas vem das redes sociais, por exemplo, é possível concentrar sua verba em publicidade nessas plataformas. Já se você observa que o tempo que as pessoas passam dentro do site está caindo, o seu conteúdo precisa ser reformulado para se tornar mais atraente.

O monitoramento de redes sociais também é indispensável — as principais redes disponibilizam estatísticas sobre a faixa etária e o gênero dos seguidores, as publicações com maior índice de engajamento e os dias e horários de maior audiência para postagem. Todos esses dados são preciosos, pois revelam muitos insights para o aprimoramento das campanhas de marketing digital.

Neste artigo, apresentamos as melhores práticas para a conquista de novos clientes no universo online. No entanto, nenhuma dessas ações será bem-sucedida se não fizer parte de um planejamento estratégico digital. Além de nortear todas as atuações necessárias para atingir os objetivos do negócio, planejar facilita a avaliação dos resultados.

Gostou de nosso conteúdo sobre como atrair mais clientes com o marketing digital?

Entre em contato com o nosso time e defina, junto com a gente, a melhor rota para alcançar suas metas e aumentar as vendas!

Como aumentar a geração de leads da sua empresa? Saiba aqui!

Uma empresa que não está focada em geração de leads é como se estivesse perdendo tempo na internet. Afinal, a função da sua estratégia deve sempre ser a de trazer negócios. Um site é capaz de gerar muito retorno positivo justamente nesse sentido.

No entanto, você precisa aplicar uma estratégia robusta para ter bons resultados. Isso significa fazer que todos os elementos do seu site e da sua campanha funcionem a favor da geração de leads. Todos os esforços precisam ter esse foco.

Que tal reformular a sua estratégia de geração de leads? Com algumas táticas certeiras, você conseguirá aumentar o fluxo de visitas do seu site e, ao mesmo tempo, transformar essas pessoas em clientes.

Veja a seguir as nossas melhores dicas para melhorar a sua geração de leads:

Crie conteúdo relevante

A melhor forma de atrair visitantes para o seu site e depois transformá-los em leads é por meio de conteúdo de qualidade. Leve em consideração o perfil do público que você pretende atingir e quais são as necessidades dessas pessoas. Ofereça a solução para elas em um blog na forma de guias, tutoriais, posts que tiram dúvidas, entre outros. Quanto maior for a relevância desse material, melhores suas chances de geração de leads.

Simplifique seus cadastros

Analise bem todo o processo que o seu visitante passa até comprar o seu produto ou serviço. Será que não existem etapas demais? Os cadastros precisam pedir tantos dados assim? Lembre-se que o seu potencial lead pode desistir no meio do caminho, então você deve eliminar quaisquer barreiras que possam existir. Dessa forma, suas chances de sucesso aumentam consideravelmente.

Tenha um site responsivo

No item anterior falamos sobre possíveis barreiras que podem fazer com que o seu visitante desista de fechar negócio com você. Algo bastante importante que tem relação com isso precisa ser lembrado: o seu site deve ser responsivo. Imagine que um lead em potencial tenta acessar as suas páginas a partir do celular e tem dificuldades de navegar. Essa pessoa dificilmente voltará para uma nova chance. Garanta que tudo funcione bem em qualquer tipo de aparelho.

Desenvolva fluxos de e-mail marketing

Quem disse que o e-mail marketing está morto? Trata-se de uma ferramenta bastante eficiente e você precisa utilizar também. Crie fluxos de envio automatizado para distribuir o conteúdo que você publica no site e impactar continuamente quem se cadastrou para receber mais novidades da sua empresa. Ao fazer essas pessoas terem um contato mais próximo com os seus materiais, você consegue aumentar sua geração de leads.

Use landing pages para todas as ofertas

Publicou um anúncio no Google que aponta para a home do seu site? Jamais faça isso. É muito melhor para a sua geração de leads ter landing pages especiais para cada oferta.

Assim, o visitante tem um único foco possível, o de converter. Se ele é jogado na sua página inicial, ele pode ficar confuso em relação ao próximo passo e até deixar o seu site. Além disso, a landing page pode trazer mais informações sobre o produto ou serviço, aumentando as chances de conversão.

Tudo pronto para renovar a sua estratégia de geração de leads? Basta aplicar essas dicas que destacamos acima e ficar de olho nos seus resultados. Certifique-se de que o conteúdo produzido consegue atrair o público e possui identificação com ele. Baseie-se em dados concretos para tomar as suas decisões, deixando as suposições de lado. Comece o quanto antes e aproveite os benefícios!

Quer saber mais sobre o que falamos a respeito de e-mail marketing? Então veja nosso guia completo, que mostra o que você precisa saber para começar a usar esse recurso em suas campanhas. Boa leitura!

E-mail Marketing ainda funciona?

O e-mail marketing é um canal relativamente antigo quando comparado às mídias sociais. Com a popularização do uso de plataformas como Facebook, Instagram e WhatsApp, é comum ouvirmos profissionais reclamando de sua eficiência e até decretando o seu fim.

Todavia, trata-se de uma estratégia de eficácia comprovada e que pode ajudar as empresas a captar e até mesmo fidelizar clientes. Pensando nisso, preparamos esse texto para explicar tudo o que você precisa saber sobre e-mail marketing. Acompanhe!

O que mudou no e-mail marketing?

Não há dúvidas que o uso excessivo por parte de alguns anunciantes gerou certa restrição ao modelo de comunicação. Antigamente, era comum a compra de base de e-mails e envios massivos para uma lista enorme de usuários — que nem sequer haviam tido qualquer interação com a sua empresa.

Nesse contexto, os próprios servidores de e-mail passaram a desenvolver tecnologias que cada vez mais bloqueiam os conteúdos irrelevantes para seus clientes. Em 2009, especialistas do setor desenvolveram o Código de Autorregulamentação do e-mail marketing, definindo boas práticas e éticas pertinentes para os envios.

Com as mudanças nas tecnologias e regulamentos, o e-mail teve seu papel modificado dentro do planejamento de marketing. Ele deixou de ser um meio de comunicação em massa e passou a atuar como ferramenta de relacionamento com usuários já cadastrados.

Existem dados atualizados sobre o canal?

Acreditamos que o e-mail marketing está mais vivo do que nunca, sendo fundamental para o desenvolvimento de uma estratégia digital. O grande mito de que o canal não funciona se deve às métricas bem baixas obtidas por empresas que não souberam utilizar a ferramenta corretamente.

Se você é um desses profissionais que ainda tem dúvidas sobre a eficácia do e-mail marketing, confira abaixo as estatísticas compiladas pelo site Impulso Digital:

  • o canal pode aumentar as vendas em 138%;
  • 68% dos profissionais que trabalham com marketing consideram o e-mail extremamente importante para os negócios;
  • 80% dos usuários de internet leem e-mails em dispositivos móveis;
  • e-mails são 40 vezes mais eficientes para a aquisição de clientes do que Facebook e Twitter juntos;
  • ao final de 2017, existirão 4,8 bilhões de contas de e-mail no planeta.

Como o e-mail marketing funciona?

Para entender o potencial que o e-mail marketing oferece, é fundamental conhecer o ciclo de conversão de um consumidor online.

Segundo a metodologia do Marketing de Conteúdo, o usuário passa por um funil de considerações até chegar ao cumprimento do objetivo desejado pela empresa, seja esse uma compra, uma solicitação de orçamento ou outro tipo de interação.

O funil é divido em 3 principais etapas de relacionamento com a empresa. São elas:

  1. topo: usuários que ainda não conhecem a empresa e não estão procurando nada sobre seus serviços prestados, mas já se interessam pelo tema abordado;
  2. meio: público que está considerando aprender ou testar novas soluções sobre o assunto da sua empresa;
  3. fundo: potenciais consumidores que já estão interessados em adquirir um produto ou serviço e estão à procura de mais informações para a aquisição.

A lógica do funil garante que o planejamento de marketing de uma empresa considere as estratégias necessárias para atingir o público em todas essas etapas, e cada parte do funil pode ser trabalhada com diversas ações e canais.

Antigamente, o e-mail marketing atuava para atrair usuários novos presentes no topo. Hoje, o meio é fundamental para as duas etapas seguintes que envolvem relacionamento e conversão.

Vamos detalhar, a seguir, alguns motivos que provam a eficácia da ferramenta para a comunicação, propagação da marca, engajamento, retenção de clientes e aumento das vendas:

Comunicação segmentada

Sua base de contatos pode ser segmentada em sexo, estado civil, aniversário, profissão, empresa etc. Com dados relevantes sobre seu público-alvo, é possível elaborar campanhas mais assertivas e voltadas a um determinado grupo de pessoas.

Os e-mails também podem ser personalizados de acordo com o comportamento do usuário no próprio site. As ferramentas de automação de marketing auxiliam na criação e gerenciamento dessas réguas de relacionamento com o cliente, visando engajá-lo ao seu conteúdo.

Desenvolver estratégias para grupos específicos, segmentados por características, desejos e necessidades garante o fluxo de nutrição desses usuários. Trabalhar a construção de credibilidade e fidelidade com um usuário é, dessa forma, fundamental para alcançar toda a potencialidade do e-mail marketing.

Crescimento do mercado mobile

Segundo pesquisas, em 2015, a penetração de smartphones no mercado brasileiro ultrapassou 90%. Nesse mesmo período, o número de acessos à internet por meio dos aparelhos móveis foi maior do que em desktops.

Um dos resultados desse crescimento foi o aumento da abertura de e-mails pelos usuários. A possibilidade de acessar a caixa de entrada de qualquer local aumentou a agilidade para o consumo desse tipo de conteúdo.

Aumento das compras na internet

Os consumidores estão cada vez mais exigentes e atentos na hora de comprar. De acordo com um estudo do SPC Brasil, 90% das pessoas com acesso à web realizam pesquisas na internet antes de fechar um negócio.

Diante desse panorama, as empresas estão utilizando o e-mail marketing como uma ferramenta estratégica de estímulo de compra, uma vez que os envios podem ser utilizados para a divulgação de ofertas e oportunidades da loja virtual.

Também é possível utilizar o canal para se comunicar com usuários que interagiram recentemente no site, oferecendo descontos para aqueles que abandonaram o carrinho de compras ou pesquisaram por determinados produtos dentro do e-commerce, por exemplo.

Mensuração de resultados

As plataformas de envio de e-mail marketing costumam ter o custo mais baixo que as de outras mídias online tradicionais. Os valores costumam levar em consideração a quantidade de contatos presente na lista e o volume de envios realizados por mês.

Qualquer investimento digital deve ser mensurado por meio de ferramentas como o Google Analytics — o que não poderia ser diferente com as campanhas de e-mail marketing. Os links presentes no material de divulgação devem ser tagueados para que, dessa forma, seja possível identificar dentro do site o volume de acessos recebidos e a taxa de conversão.

As próprias ferramentas de disparo também costumam disponibilizar métricas relevantes para o acompanhamento de resultados, sendo possível analisar dados de recebimento, abertura e cliques.

Uma estratégia interessante para impulsionar a performance dos envios é realizar testes A x B, comparando diferentes tipos de assuntos e formatos de conteúdo dos e-mails.

Como potencializar os resultados do e-mail marketing?

Para atingir resultados relevantes com o e-mail marketing, é preciso investir em ações para construir uma base qualificada. A principal alternativa é trabalhar com Marketing de Conteúdo e conquistar interessados em assinar sua newsletter ou acessar publicações exclusivas a usuários cadastrados, como videoaulas, webinars ou e-books.

Conforme, a regulamentação dos envios de e-mail marketing exige que práticas éticas sejam consideradas no seu planejamento. Sendo assim, apenas dispare conteúdo por esse canal para usuários que ofereceram seus dados para a empresa e concordaram em receber esse tipo de comunicação — o chamado opt-in.

Além disso, garanta que o e-mail enviado seja relevante para a etapa do funil de consideração em que o usuário se encontra. Personalize a comunicação de acordo com as informações que já possui desse potencial cliente.

Por fim, é fundamental que as empresas ofereçam ao público conteúdo relevante e não apenas estímulos para ações de venda, afinal, um público fidelizado é aquele que enxerga valor em suas ações, e não apenas as vê como uma simples relação comercial.

E você, como usa o e-mail marketing em sua estratégia digital? Deixe seu comentário e compartilhe conosco suas experiências!

Como escolher a melhor estratégia de marketing digital?

Novas ferramentas e estratégias de marketing digital surgem todos os dias, mas grande parte delas promete coisas que não cumpre. No entanto, há estratégias bem consolidadas no mercado e que trazem resultados para qualquer modelo de negócio e mercado.

Nesse cenário, muitas empresas acabam apostando em tudo e não gerando os resultados esperados. É normal ter dúvidas na hora de escolher a melhor estratégia de marketing digital para sua empresa, já que somos bombardeados de informações o tempo todo.

Saiba qual o preço de investir em marketing digital

Sua empresa vem realizando ações de comunicação há algum tempo, porém a presença na web está deixando a desejar? O que pode estar faltando para o sucesso das estratégias é investir em marketing digital. Isso porque hoje, com o novo perfil de consumidor que atua na rede em boa parte do tempo, deixar de contar com esse serviço pode significar a perda de uma grande fatia de clientes.